Valéria Bolsonaro marca presença na CPAC Brasil

Valéria Bolsonaro marca presença na CPAC Brasil

 Nos dias 3 e 4 de setembro, realizou-se em Brasília a segunda edição da versão brasileira da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, na sigla em inglês). Como havia ocorrido há dois anos, na primeira edição do “CPAC Brasil” em São Paulo, a edição de 2021, contou com a presença de intelectuais, jornalistas, governantes, empresários e políticos conservadores. Entre os políticos brasileiros presentes, esteve a Deputada Estadual, Valéria Bolsonaro, uma das mais destacadas lideranças conservadoras na Assembleia Legislativa de São Paulo.

O CPAC, sigla para Conservative Political Action Conference, foi criado nos Estados Unidos em 1974, para reunir estudiosos, ativistas e políticos na divulgação e debate de valores e temas caros aos conservadores como o chamado “originalismo constitucional”, segundo o qual as normas da constituição são permanentes e não podem ser alteradas pelo judiciário, ou então a contenção dos poderes do estado e a luta contra o autoritarismo, a proteção dos direitos do indivíduo e a preservação da cultura judaico-cristã. A finalidade do CPAC é promover a articulação entre os conservadores e fortalecer o conservadorismo nos EUA e para além dele. Ao longo das várias edições, milhares de americanos puderam assistir às apresentações de grandes nomes da direita, como Ronald Reagan, Glenn Beck, Ted Cruz, Dinesh D’Souza, Nigel Farage e Donald Trump Jr.

Em 2019, o deputado federal Eduardo Bolsonaro organizou a primeira edição do CPAC no Brasil, em São Paulo. No ano seguinte, ele discursou na conferência americana. Já o CPAC Brasil de 2021 contou com a organização do Instituto Conservador – Liberal (ICL), fundado pelo deputado Bolsonaro e pelo advogado Sérgio Santana.

Sob o mote “Liberdade não se ganha, se conquista”, palestraram e debateram sobre temas como o ativismo judicial no Brasil, o globalismo, o papel das mulheres no conservadorismo, os ataques à liberdade de expressão pelas Big Techs e os efeitos da implementação do comunismo em países da América Latina.

Para grande surpresa dos presentes, o Presidente Jair Bolsonaro apareceu no segundo dia do evento, e discursou sobre a importância das manifestações que seriam realizadas no dia 7 de setembro em defesa da liberdade dos brasileiros.

“Muito bom estar no CPAC, pois encontramos políticos de todo país, jovens, jornalistas e lideranças conservadoras do Brasil e do mundo, que partilham dos mesmos ideais, sobretudo a luta pela liberdade”, comentou a Deputada Valéria.

Fechar Menu