Valéria Bolsonaro participa da 1ª Feira Brasileira do Nióbio, em Campinas

Valéria Bolsonaro participa da 1ª Feira Brasileira do Nióbio, em Campinas

Evento apresentou produtos desenvolvidos por empresas e universidades com uso do mineral

Na última sexta-feira, 08, a Deputada Estadual Valéria Bolsonaro participou da 1ª Feira de Nióbio, que aconteceu em Campinas e contou com a participação do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Além da Feira, foram inauguradas estruturas do Sirius, superlaboratório que funciona como uma espécie de “raio-X superpotente” que analisa diversos tipos de materiais em escalas de átomos e moléculas.

O Brasil é o número 1 do mundo em Nióbio, elemento químico cada vez mais essencial a tecnologia. O nosso Presidente Jair Bolsonaro sabe disso, e investe em sua captação e exportação. O Nióbio é usado principalmente na produção de aços especiais e superligas, sendo empregado atualmente em automóveis, turbinas de avião, gasodutos, navios, aparelhos de ressonância magnética, aceleradores de partículas, lentes e até piercings e bijuterias, ou seja, está cada vez mais presente no dia a dia.

Valéria esteve lado a lado com o Presidente Bolsonaro e pôde conhecer melhor o quanto a ciência e a tecnologia vem sendo fomentadas no atual Governo, considerado o caminho para um futuro mais estruturado, com maior captação de recursos e desenvolvimento. Estiveram acompanhando o Presidente, o Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes e o Ministro da Educação (MEC), Milton Ribeiro.

 Durante a feira foi feita a inauguração de cinco novas linhas de luz no Sirius, o acelerador de partículas brasileiro do CNPEM/MCTI e a entrega de novas instalações do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), que integra o CNPEM.

O Sirius passará a contar com seis estações de pesquisa, todas inauguradas nos últimos dois anos, que vão contribuir com pesquisas de ponta em diversas áreas do conhecimento. Durante o evento, também serão entregues novas instalações do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) que integra o CNPEM/MCTI, e que serão dedicadas à pesquisa de nanodispositivos e nanossistemas que possibilitam desenvolvimento nas áreas da saúde, meio ambiente, agricultura e energia.

Com o Ministério da Educação, o CNPEM/MCTI inaugura a Ilum, Escola de Ciência. O projeto, financiado pelo MEC, amplia a atuação do centro na área de educação.  O curso de graduação, com três anos de duração em período integral com imersão nas práticas de pesquisa dos diversos laboratórios de referência nacional do CNPEM/MCTI, é gratuito e pelo menos 50% das vagas serão destinadas a estudantes vindos das escolas públicas.

 A Deputada Valéria destacou o quão importante é o trabalho feito na área da Ciência e Tecnologia, reforçando os muitos ganhos para o país.

“A Feira nos mostrou, ainda mais, o quanto o Nióbio representa para uma melhor colocação do Brasil no cenário mundial. Sobre o mineral, ele tem muitas vantagens na questão de produção, comercialização e (re)distribuição de suas riquezas, que são integradas como estratégia para o desenvolvimento econômico e social sustentável. Diferente de governos passados, Jair Bolsonaro pensa que a Ciência e Tecnologia são o futuro, porém cada vez mais são o presente”, disse a parlamentar.

 

 

Fechar Menu